CATEGORIA EVENTOS

 

evento goias ecoaventura

turismo sustentavel ecoturismo fundo verde

 

Turismo Sustentável / Ecoturismo

O Instituto Ecobrasil adotou os princípios e as definições de Turismo Sustentável e Ecoturismo definido no Acordo de Mohonk, em 2000. 

O Acordo resultou de um evento internacional realizado no período de 17 a 19 de novembro de 2000, em New Paltz, Estados Unidos, na Mohonk Mountain House, convocado pelo Institute for Policy Studies e promovido pela Fundação Ford, reuniu participantes de 20 paises, representando a maioria dos principais programas de certificação em turismo sustentável e ecoturismo a nível global, regional e nacional.

No evento foram discutidos e nivelados os princípios e componentes que devem fazer parte de todo programa sólido de certificação. Os participantes reconheceram que os programas de certificação de turismo necessitam ser ajustados às características geográficas locais e aos respectivos segmentos turísticos, definindo os componentes universais que devem ser lastrear todo programa de Turismo Sustentável e de Ecoturismo.

Turismo Sustentável

"Turismo Sustentável é aquele que busca minimizar impactos negativos ambientais e socioculturais, ao mesmo tempo que promove benefícios econômicos para comunidades locais e destinos."

Ecoturismo

"Ecoturismo é Turismo Sustentável em áreas naturais, beneficia o meio ambiente e as comunidades visitadas, promove o aprendizado, respeito e consciência sobre aspectos ambientais e culturais."

 

 logo 2017 IYTSD portrait duplo

2017 as the International Year of Sustainable Tourism for Development
2017 Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento

A Assembleia Geral 70 das Nações Unidas designou 2017 como o Ano Internacional do Turismo Sustentável para o Desenvolvimento.

Esta é uma oportunidade única para sensibilizar sobre a contribuição do turismo sustentável para o desenvolvimento entre os tomadores de decisão do setor público e privado e do público, enquanto a mobilização de todas as partes interessadas a trabalhar em conjunto para tornar o turismo um catalisador para uma mudança positiva.

No contexto da Agenda de Desenvolvimento Sustentável e os Objetivos de Desenvolvimento Sustentável 2030, o Ano Internacional do Turismo Sustentável visa apoiar mudanças nas políticas, práticas de negócios e comportamento do consumidor no sentido de um setor do turismo mais sustentável do que pode contribuir para o desenvolvimento.

O IY2017 irá promover o papel do turismo em cinco áreas-chave:

1. crescimento econômico inclusivo e sustentável

2. inclusão social, o emprego e a redução da pobreza

3. mudança de eficiência dos recursos, a proteção do ambiente e do clima

4. valores culturais, diversidade e património

5. compreensão mútua, paz e segurança.


A Organização Mundial do Turismo (OMT), agência especializada das Nações Unidas para o Turismo, foi mandatada para facilitar a organização e implementação do Ano Internacional, em colaboração com os Governos, as organizações pertinentes do sistema das Nações Unidas, organizações internacionais e regionais e outros relevantes partes interessadas.

 

desenvolvimento sustentavel fundo verde

Desenvolvimento Sustentável

Desenvolvimento Sustentável é um conceito sistêmico que se traduz num modelo de desenvolvimento global que incorpora os aspectos de um sistema de consumo em massa no qual a preocupação com a natureza, via de extração de matéria prima, é máxima.

Foi usado pela primeira vez em 1987, no Relatório Brundtland, um relatório elaborado pela Comissão Mundial sobre Meio Ambiente e Desenvolvimento, criado em 1983 pela Assembleia das Nações Unidas.

A definição mais usada para o Desenvolvimento Sustentável é:

“O desenvolvimento que procura satisfazer as necessidades da geração atual, sem comprometer a capacidade das gerações futuras de satisfazerem as suas próprias necessidades, significa possibilitar que as pessoas, agora e no futuro, atinjam um nível satisfatório de desenvolvimento social e econômico e de realização humana e cultural, fazendo, ao mesmo tempo, um uso razoável dos recursos da terra e preservando as espécies e os habitats naturais.”

O campo do desenvolvimento sustentável pode ser conceitualmente dividido em três componentes:

  1. sustentabilidade ambiental
  2. sustentabilidade econômica
  3. sustentabilidade social

 


 

O evento VII Cinebola Caiçara, que une cultura e esporte, será realizado na Praia do Aventureiro, na Ilha Grande, com o objetivo de fortalecer a cultura caiçara e a defesa dos territórios tradicionais, a Sociedade Angrense de Proteção Ecológica (SAPÊ) nos dias 15, 16 e 17 de abril de 2016.

Iniciativa idealizada pela cineasta Cecília Lang, o Cinebola vai exibir durante dois dias uma seleção de filmes sobre a cultura tradicional na Comunidade do Aventureiro, primeira Reserva de Desenvolvimento Sustentável no estado do Rio de Janeiro.

Na mostra serão lançados os filmes produzidos através do projeto “Nosso Filme, Fortalecendo Identidades” curso realizado pela SAPÊ com lideranças e jovens de Angra dos Reis em 2011.

Este ano o Cinebola vai sediar o segundo encontro da Coordenação Nacional Caiçara, reunindo lideranças caiçaras de todo o litoral sul e sudeste do Brasil. Além disso, o Encontro também vai promover oficinas de Capacitação Audiovisual, Técnicas Alternativas de Tratamento de Água e uma roda de conversa sobre Turismo de Base Comunitária.

No sábado, 16, vão ser realizadas na parte da manhã as oficinas de capacitação – seguidas de um torneio de futebol entre comunidades caiçaras da Baía da Ilha Grande. À noite, os filmes serão exibidos na praia, a céu aberto, com a apresentação do grupo Cirandeiros de Paraty fechando a programação.

A festa vai ser encerrada no domingo, 17. O evento pretende celebrar o encontro das comunidades tradicionais através do cinema, uma ferramenta que, ao apontar para o futuro sem se esquecer do passado, sintetiza com maestria a existência – e a importância – do Cinebola Caiçara.

 
 
Informações
e-mail:   sapemovimento@gmail.com 
celular:  21 99740-2246
 
 

 


 

O  Fórum Internacional de Turismo das Cataratas, acontece entre 15 e 17 Junho 2016, em Foz do Iguaçu, Paraná. 

Considerado um dos principais eventos técnico-científicos do Brasil, está assumindo uma posição importante na iniciação científica em turismo e hospitalidade, pois além de ampliar o diálogo entre a produção acadêmica e o profissional atuante em turismo, oportuniza ao estudante um espaço para seu desenvolvimento que cada vez está mais escasso. 


O Fórum Internacional de Turismo do Iguassu compõe a programação do Festival Internacional de Turismo das Cataratas, encontra-se em sua 10ª edição e atualmente é organizado em parceria com a UNIVALI (Universidade do Vale do Itajaí).

O evento tem como objetivo principal a construção coletiva e a busca de soluções para os desafios da gestão em turismo.

Conta com a realização de palestras, mesas redondas, apresentações de trabalhos e oficinas. Para o próximo evento, espera-se mais de 1000 participantes – entre estudantes, profissionais de turismo, professores, pesquisadores, políticos e empresários.
 

 
 
Cataratas do Iguaçu © Roberto M.F. Mourão 2006
 
O 36º Congresso Brasileiro de Guias de Turismo, evento realizado pela Federação Nacional dos Guias de Turismo/FENAGTUR em parceria com Sindicato Estadual de Guias de Turismo do Maranhão/SINDEGTUR-MA, será realizado em São Luís/Ma com o propósito de discutir os assuntos voltado ao papel do guia de turismo: diversidade, cultura e acessibilidade.